Há fotografias de crianças que não podem estar na internet.

Hoje em dia, com toda a tecnologia  disponível temos a possibilidade de fotografar tudo o que vemos no imediato. O problema é que já não fotografamos somente com a ideia de eternizar certos momentos das crianças, mas sim para colocar nas redes sociais. O que nos esquecemos é que uma fotografia na net ficará disponível para sempre, alguém a pode guardar, isto pode tornar-se um problema para uma criança, ainda mais quando se fala tanto em pedofilia, roubo, sequestro, bullying etc, é da responsabilidade dos pais, familiares e educadores  manter a segurança e a privacidade das crianças

downloadVeja aqui:

http://amulherequemanda.sapo.pt/ha-fotografias-dos-nossos-filhos-que-nao-podem-estar-na-internet

ZEBRA

Há dias vi este filme na página de facebook da ANIP Associação Nacional de Intervenção Precoce. Trata-se de uma curta metragem que fala da diferença e que é um óptimo recurso pedagógico para divulgar junto das crianças com o  intuito de sensibilizar para a diferença, fomentar o espírito de cooperação e refletir sobre as diferenças que existem na sociedade.

Como escola ainda temos algum caminho a percorrer no que diz respeito a criar hábitos de tolerância e respeito pelos outros e pelos problemas das pessoas no Necessidades Educativas Especiais. Mas estamos no caminho certo para construção de uma escola inclusiva

Continuar a ler

Pequenos cientistas – Experiências com água

Flutuação – Densidade

Há uns dias colocaram-me a questão “O que é a densidade?”

Lembrei-me  logo das experiências que fiz durante o estágio do curso,nomeadamente a famosa experiência da batata e da maçã. Ao fim de tantos anos a exercer quase sempre em creche (mais de 6 anos), parei para pensar e percebi que estava pouco capaz de falar destes temas a crianças em idade pré-escolar.

Fui então procurar as atividades que realizei nesse ano de estágio e pesquisei sobre o tema para me atualizar.

Então vamos ver… Continuar a ler

Antes de ler e escrever, há muito para fazer

38049

Diz a  psicóloga Rita Castanheira Alves, especializada na área infantil e juvenil. ( http://www.educare.pt/noticias/noticia/ver/?id=37163&langid=1)

Como educadores sabemos bem que o brincar nesse fase do desenvolvimento infantil  é a principal atividade da criança, é através dele que desenvolve aprendizagens e constrói experiências com o que a rodeia.  Brincar é uma atividade própria e que faz sentido para a criança é  através dela que desenvolve capacidades de adaptação e de interação e conquista a sua autonomia.

Vamos brincar muito com as nossas crianças.

Continuar a ler